Todos os posts em: Peru

Eu também sou uma montanha.

“Porém decidiu deliberadamente ignorar os nomes nativos … Chomolungma(deusa mãe do mundo) ou Sagarmartha (deusa do céu) “* nomes da mais alta montanha hoje conhecida com Everest. Um dia quis conhecer essa Deusa, K9, Annapumna também. Familiarizada com Escalão Hillary, a plataforma Balcony, cume do Lhotse, o jet stream, usar ou não oxigênio, a crista. China, Nepal, Dehra Dun, Katmandu. Everest é feminina. Em tons de branco esses termos povoaram meu imaginário por um bom tempo. De alpinista pra montanhista. Um dia cheguei a 4 mil metros. Não estava escalando e passei muito mal. Senti um pouco do que já havia ouvido falar sobre o mal da montanha. O sonho de ir ao Everest já havia ficado para trás, mas mesmo assim veio uma tristeza profunda, ao pensar que se tivesse ido não teria conseguido. Se não passei bem aos 4 mil o que seria então nos 8.848 mil metros. Foi a tristeza dos que esperam tudo dessa vida. Com a tristeza no canto esquerdo, a vida seguiu. Um dia tive a oportunidade de estar novamente acima …

Machu Picchu

Acordei as 4 da manhã! sem luz junto minhas coisa! a Dona da Pousada também se levantou para me ajudar. Ela sugere que eu vá de moto táxi (triciclo) pois apesar de ser perto – a cidade esta sem luz! custa só 2 soles, então la vou eu! como eu estava “economizando a bateria da máquina para tirar fotos em Machu Picchu, não registrei esse momento! Chegando a estação estava cheia, afinal de conta não era eu que havia dormido em Ollata para ir a Machu Picchu. Mas é tudo bem organizado e na hora certa 5:30 o trem sai! Pouco mais de uma hora e chegamos, a viagem é uma preparação! são lugares irreais, um vale tão estreito que as vezes mal cabe o trem e o rio! Chegando em Aguas Calientes, se desce no meio da cidade, não sei como logo ouvi alguém chamando meu nome! era meu guia! não sei como eles acham as pessoas no meio daquela confusão! alguns minutos mais eu já estava no ónibus – subindo num zigue zague …

Vale Sagrado

o dia começa cedo! arrumo minha mochila pequena e deixo a grande no hotel para pegá-la só quando voltar de MP, meu dia de Hoje vai ser conhecendo o Vale Sagrado dos inkas, antes do fim do City tour, vou ficar em Ollantaytambo para amanha cedo pegar o trem para Machu Picchu. Chegando em Ollantaytambo, apos a visita as ruinas vou procurar um hotel. Escolhi um bem na praça, arrumado e com um café. Logo saio para dar uma volta na cidade…. pouco depois acaba a luz. volto para o hotel e fico no café, conversando com o pessoal, alguns que ja tinham ido para Machhu Picchu e outros como eu iam no dia seguinte. o drama da noite fica por conta da falta de energia para carregar a bateria da máquina fotográfica, já que como fiquei o dia todo no Vale Sagrado – a bateria ja estava baixa. Mas contra isso não o que se fazer … e esperar pra ver o que vai dar! ou não vai dar! Gastos: Almoço – buffet – …

Cuzco

City Tour em Cuzco Custos City tour, Vale Sagrado e Machu Pichu: 195 dólares (neste custo estava incluido o Trem de Olltantaytambo a Aguas Calientes (ida e volta), entrada no parque, guia e uma noite em Aguas Calientes. Eu tive que pagar a parte, 14 dólares pelo ônibus que vai até Machu Picchu e uma noite de hotel em Ollantaytambo, pois o trem saia as 5:30 da manhã. Agência Peru Info Cusco. Falar com Ricardo (um Brasileiro que mora lá) Calle Triunfo, 392 office 210. ou então com o Niko. Todos gente boa e agilizam a nossa vida por lá!

Cuzco

cheguei hoje em Cuzco, a altitude ainda esta pegando! dormi um pouco e ja estou pelas ruas, Viva o Peru! Gastos MacDonalds: 13 soles Água pequena (padaria ou mercados): 1 sol – Hotel: 2 soles Mate de Coca: 2,5 soles Pão: 30 centimos Chocolate quente: 4 soles Boleto Turistico: 130 soles

Arequipa

Fotos Arequipa Arequipa – “la ciudade Blanca” é simplesmente maravilhosa! com 3 vulcões fazendo sua guarda! Eu não esperava nada desta cidade, mas quando cheguei lá! vi que na verdade era a cidade que me esperava! linda! muitos museus, a praça de armas mais rica do Peru e os vulcões que são um caso a parte! O meu hotel uma delicia! nada mais que perfeito em Arequipa! Gastos: Hostal Su Magestad: 30 dólares (muito bem pagos)(calle la merced, 408 – 3 quadra da ´praça) City Tour meio dia: 35 soles (alguns lugares se paga para entrar – algo entre 1 e 5 soles) Pizza: 20 soles doces: …. alguns soles,,,, pois cada hora era um! Entrada no Monasterio: 30 soles (se quiser pod paga mais 20 soles por um guia – vale a pena) da para ficar neste lugar a manha toda!!! e as freiras fazem doces que são vendidos em uma doceria dentro do Monastério! Museu Chiribaya: 10 soles Taxi – Hotel para rodoviária: 4 soles

Nazca

4 da manha saí de Lima cheguei em Nazca 12:00 sem almoçar fui ao aeroporto mas valeu cada centavo! LIMA – NAZCA casa quadradas e sem teto!!! como e isso! o telhado – quando tem, parece uma esteira, aqui sim é tudo junto! … vejo tudo pela janela, mas a vontade mesmo parar em cada lugarejo. plantações de milho e outras coisinhas mais! chegando em Nazca, já vejo os aviãozinhos fazendo o sobrevoo! nesta hora tenho certeza que não conseguir voar! as pernas bambas só de ver as manobras no ar! mas ainda faltava muito tempo – foi suficiente para “relaxar e tomar coragem” aguardei até as 14h para embarcar no sobrevoo! e …. “pague para voar e reze para descer!” depois do voo, fui almoçar, dei uma volta pela cidade … desisti de ir ao cemitério ma fui ver os aquedutos, museu e o planetário ( imperdível ) 22h saio de Nazca a caminho de Arequipa! Gastos: Museo Arqueologico Antonini, 15 soles Planetário: 10 soles Taxa do aeroporto: 20 soles Passagem terrestre (Cruz del …