Todos os posts em: lendo

Na minha pele

Na minha pele. (Lázaro Ramos) Não é um livro. Coisas assim não deveriam nem ocupar as estantes nas livrarias, muito menos deviam ser vendidas. É muito mimimi. Isso que não chamo de livro, (usa a linguagem do texto e o suporte do papel para existir) fala de coisas tão corriqueiras, tão comuns, tão do dia a dia que nem deveriam estar ali. Nem causam espanto por serem comuns. Esse moço não fala de exceção, ele fala da regra. A regra é essa. A regra é que todo mundo tem o poder de ser invisível. Quanto mais a pele é branca, menor é o poder. O máximo do poder é de quem tem a pele negra, preta. Esse consegue passar desapercebido, nas escolas, nos bares, nos teatros, entre os médicos ou engenheiros, nos altos postos do governo, na publicidade …. Normal, essa é a regra. Sou eu que saí da curva. Filha de mãe branca e pai preto, tenho meus privilégios. Criada na estrada, sem muitos vínculos, os problemas de não ter pares nas escolas, estavam …