escrevendo, lendo
Deixe um comentário

Na minha pele

Na minha pele. (Lázaro Ramos)

Não é um livro. Coisas assim não deveriam nem ocupar as estantes nas livrarias, muito menos deviam ser vendidas.

É muito mimimi. Isso que não chamo de livro, (usa a linguagem do texto e o suporte do papel para existir) fala de coisas tão corriqueiras, tão comuns, tão do dia a dia que nem deveriam estar ali. Nem causam espanto por serem comuns. Esse moço não fala de exceção, ele fala da regra.

A regra é essa.

A regra é que todo mundo tem o poder de ser invisível. Quanto mais a pele é branca, menor é o poder. O máximo do poder é de quem tem a pele negra, preta. Esse consegue passar desapercebido, nas escolas, nos bares, nos teatros, entre os médicos ou engenheiros, nos altos postos do governo, na publicidade ….

Normal, essa é a regra. Sou eu que saí da curva. Filha de mãe branca e pai preto, tenho meus privilégios. Criada na estrada, sem muitos vínculos, os problemas de não ter pares nas escolas, estavam em outro lugar. Viver a juventude num bairro pobre, mas chegando com essa história de não se enturmar, não fazia diferença. Na minha rua minha melhor amiga era irmã de traficante (esse rótulo é do bairro) hoje com o meu distanciamento, só posso pensar que aquele rapaz era no máximo um usuário, mas como era negro, ora bolas, traficante. Meus outros amigos, da PM, pois na periferia o caminho são dois, tráfico ou polícia. Ate hoje não sei como andei por esses mundos e não segui nenhum deles, acho que andei pela minha juventude como andei pela vida sem parar em lugar algum!

Voltando ao não livro, vocês acreditam que esse moço fala de livro infantil? Céus, a maior parte dos meus amigos tem filhos, e eles não tem esse mimimi para escolher livros. Eles sim se preocupam com a idade, se o tema está de acordo com a compressão, se o material e resistente (se for o caso de aguentar as mordidas da turma) se é bonito, se cabe no orçamento e pronto. Ah!!!!!!! Mas, esqueci de dizer que a maioria dos meus amigos com filhos são brancos. E as questões de representatividade não são uma questão para eles, nem minha até ontem. Até ontem, todos os livros que eu dei de presente, só foram avaliados por estes itens. Até ontem.

Sim eu li Monteiro Lobato. Sim e gostava da Cuca e já fiquei horas com uma peneira esperando o redemoinho para pegar o Saci. E um vez eu peguei!!! Nossa foi uma alegria, é uma emoção que eu sinto novamente cada vez que lembro do dia. Foi certeiro. Joguei a peneira e pude até ver ele lá debaixo, mas me atrapalhei na hora de levantar e colocar na garrafa. Fiquei dias triste com a minha falta de habilidade por deixar o Saci escapar … Até hoje faço silêncio ao passar por um bambuzal, talvez eu possa ouvir ele lá no meio!  Sim essa foi a infância que deu pra mim. Não tenho como mudar o que eu li, o que eu vi, o que eu vivi. Mas posso mudar o que eu posso fazer agora. Mas todas as crianças que eu conheço – vão saber da minha história com o Saci, e não há mimimi que me tire esse prazer! E quem me apresentou o Saci, sim foi Lobato.

Este não livro, fala de tantas outras coisas corriqueiras que não vou perder meu tempo em falar mais veja lá e depois me digam se é ou não é comum.

E a prova que isso não é um livro, e que ele nem tem fim. Ele traz páginas sem escrita para que possamos mudar o fim dessa história, pois definitivamente não dá pra continuar sendo corriqueiro, comum, natural, mimimi isso que é tão grave, tão assustador tão destruidor: o racismo. O racismo que não é exceção, que é regra, não deveria nem existir. Já que existe que bom que existe não livros que falem disso!

Anúncios
Este post foi publicado em: escrevendo, lendo
Etiquetado como:

por

andeira que sou ando. ando, escrevo, leio e curto a estrada. de pés descalços vou seguindo a vida, abrindo a janela quando chove e com uma mala sempre pronta pra seguir. Partir é parte do caminho e chegada nem sempre o fim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s