andeira, escrevendo
Deixe um comentário

em tempo de pouca fé

Em tempo de pouca fé

Em tempo de pouca fé, eu tenho ficado mais tempo na janela,

Em tempo de pouca fé, eu tenho acreditado mais nas pessoas

Em tempo de pouca fé, eu tenho olhado mais para as estrelas

Eu tenho sentido mais frio,

Em tempo de pouca fé, eu tenho olhado mais para os lados,

Em tempo de pouca fé, eu tenho acolhido mais os erros dos outros e os meus,

Em tempo de pouca fé, eu tenho respirado fundo,

Eu tenho lido mais,

Em tempo de pouca fé, eu tenho doado mais

Em tempo de pouca fé, eu tenho ficado cada dia com menos,

Eu tenho ficado mais leve

Em tempo de pouca fé não há reza que espante o medo

Em tempo de pouca fé tenho esquecido as orações

… tenho atentado para as emoções

Eu tenho tomado mais chá.

Em tempo de pouco fé, tenho esperado menos peixes

Em tempo de pouca fé eu tenho cozinhado mais com cravo,

Com cravo.

Em tempo de pouca fé eu aprendo

Em tempo de pouco o sagrado se manifesta

Em tempo de pouca fé, eu renovo a minha.

ahô!

Anúncios
Este post foi publicado em: andeira, escrevendo
Etiquetado como:

por

andeira que sou ando. ando, escrevo, leio e curto a estrada. de pés descalços vou seguindo a vida, abrindo a janela quando chove e com uma mala sempre pronta pra seguir. Partir é parte do caminho e chegada nem sempre o fim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s