laranja
Deixe um comentário

Hoje eu choro de perto pelo Kadu.

Sabe aqueles dias que você lê uma notícia e usa da empatia, para se colocar no lugar dos atingidos pela lama da Vale e entender seu sofrimento;

Sabe aqueles dias que você lê uma notícia sobre os atentados em Paris, e se coloca no lugar deles para entender o seu sofrimento.

Sabe aqueles dias que você lê uma notícia sobre os ataques a civis na Síria, e se coloca no lugar deles para entender o seu sofrimento.

Sabe aqueles dias que você lê uma notícia sobre as violações sofrida pelas Índios, e se coloca no lugar deles para entender o seu sofrimento.

Sabe?

Pois hoje não foi um dia desses. Hoje não precisei me colocar no lugar de ninguém para entender o sofrimento.

Hoje o sofrimento é tão meu, é tão perto que não consigo me imaginar em outro lugar, a não ser no lugar do luto.

Hoje eu choro de perto por Kadu, eu choro com Izidora.

Eu choro.

Anúncios
Este post foi publicado em: laranja
Etiquetado como:

por

andeira que sou ando. ando, escrevo, leio e curto a estrada. de pés descalços vou seguindo a vida, abrindo a janela quando chove e com uma mala sempre pronta pra seguir. Partir é parte do caminho e chegada nem sempre o fim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s