escrevendo
Deixe um comentário

não me peça permissão para amar

pois eu te amo sem permissão.

volte quando quiser, pois a casa está sempre de portas abertas.

não bata na porta

não peça permissão

entre,

mas entre devagar,

deixe o sapato na porta,

deixe a luz apagada e a janela aberta.

não se espante com a mala pronta,

é pra mim.

andeira que sou estou sempre de partida.

e sempre,

sempre me deixe ir.

Anúncios
Este post foi publicado em: escrevendo
Etiquetado como:

por

andeira que sou ando. ando, escrevo, leio e curto a estrada. de pés descalços vou seguindo a vida, abrindo a janela quando chove e com uma mala sempre pronta pra seguir. Partir é parte do caminho e chegada nem sempre o fim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s