escrevendo
Comentário 1

momento Índio

Estive nesta tribo no litoral da Paraíba, lá tem tudo de “índio para branco ver”,
mas tem índio que branco não vê também!
lá tudo estava a venda – desde colar de açaí (no litoral da Paraíba) até farinha de milho da terra.
mas o que queria mesmo comprar não estava a venda, que foi esse colar (primeiro índio), pois ele tinha um significado para o Índio que para mim era só estético.
saí de lá sem comprar nada …. nada não, a farinha não resisti.
mas deixei lá o meu respeito e agradecimento pela grande contribuição Indigena na formação da nossa cultura brasileira seja alimentar, religiosa, medicinal ou festiva.
Afinal quem nunca fez um belo programa de Índio
(ja fiz vários e adorei)
agora quem não gosta mesmo ! vai pra NY e seja feliz
(cachaça, preguiça, vandalismo e outras mazelas … jogue a primeira pedra quem não as tem).
Anúncios
Este post foi publicado em: escrevendo

por

andeira que sou ando. ando, escrevo, leio e curto a estrada. de pés descalços vou seguindo a vida, abrindo a janela quando chove e com uma mala sempre pronta pra seguir. Partir é parte do caminho e chegada nem sempre o fim.

1 comentário

  1. Fazer um legítimo programa de índio deve ser uma delícia, mas fazer sem saber é material pro Santa Solteirice. Ontem acabei dando uma brincada na tribo….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s