desidratei de tanto chorar
ri de desespero
e agora escrevo compulsivamente.
 
… por fim vejo que estou cuidando do que estou plantanto, planto poesia.
sei que os frutos que por ventura vierem a cair, podem não ser tão doce quanto desejo, mas serão frutos. Frutos do meu plantar.
 
estou cuidando de sentir muito e me envolver sempre.
lamento é só o que posso sentir, por quem tem passado tentando ser meio, 
se vangloriando por não envolver, e sendo pedaço, tem a desculpa para não ser inteiro e não cuidar de mim nem do outro.
so lamento e choro.
mas eu reforço minha levada
de estar inteira
sempre
sentindo
 
mesmo que o fruto que por ventura venha a cair não seja tão doce quanto eu espero.
Author

andeira que sou ando, escrevo, leio e curto a estrada. de de pés descalços vou seguindo a vida, abrindo a janela quando chove e com uma mala sempre pronta pra seguir. partir é parte do caminho e chegada nem sempre o fim! andeira costa

Comments

  1. A gente colhe o que planta. E só planta quem está inteiro, quem sente e está disposto a escolher a semente, enfiar a mão na terra, regar diariamente, adubar, proteger a planta da geada… Não é trabalho fácil. E você minha cara, planta de coração. Talvez os frutos ainda estejam verdes, mas a hora da colheita não tardará. Quem planta alimenta a alma. De todo mundo.

Write A Comment